ir para o conteúdo principal
Idioma
PT
Torne-se Associado Adira ao Diretório
ACEPI
Comércio Digital  11 nov 2022

ACEPI lança site com os principais indicadores da economia digital em Portugal

A edição de 2022 do Estudo da Economia e da Sociedade Digital em Portugal publicado pela ACEPI, em parceria com o .PT e a IDC Portugal, tem agora os seus indicadores online com maior facilidade de consulta dos dados.

content image article

A utilização da internet continuou a crescer ao longo dos últimos anos – impulsionada pela pandemia, e em 2021, a taxa de penetração atingiu 83% da população, indica o estudo divulgado em outubro, durante a Portugal Digital Week da ACEPI. Em 2026, a percentagem da população portuguesa que utiliza a internet ultrapassará os 94%, continuando a convergência com a média europeia.  

Também o número de compradores online em Portugal cresceu significativamente durante a pandemia, situando-se nos 52% em 2021

Já a presença digital das empresas portuguesas, impulsionada pelo "novo normal", aumentou para 60%.

Este e outros indicadores da economia digital em Portugal estão agora disponíveis para consulta no site www.digitalemportugal.pt, recentemente lançado pela ACEPI, .PT e IDC Portugal.

 A ACEPI destacou alguns dos principais resultados apresentados neste estudo que considera relevantes: 

 Conectividade e competências digitais: 

  • Portugal aproxima-se da média da União Europeia (EU) no número de lares com acesso à Internet. 87% das famílias já têm acesso. 
  • Portugal ultrapassou a média da UE em lares com banda larga fixa, nomeadamente de altas velocidades. 
  • O Smartphone é o equipamento com acesso à Internet mais vendido em Portugal. 
  • Portugal com competências digitais, básicas e avançadas, superiores à média da EU. 
  • O número de empregados especialistas em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) ultrapassou a média da UE com destaque para a percentagem de mulheres. 

 Consumidor digital: Utilização e atividades na internet: 

  • Quase todas as regiões estão perto da média nacional, ou seja 83% de utilização da Internet, tendo Lisboa uma penetração superior. 
  • As atividades mais realizadas online são ver/enviar mensagens instantâneas, o email e a pesquisa de produtos ou serviços. 
  • Portugal com utilização de redes sociais acima da média da UE. A principal plataforma de redes sociais é o Facebook, seguido do Instagram e Youtube. 
  • Cerca de 59% dos utilizadores de Internet, interagem com a administração pública por este meio. 
  • 42% da população portuguesa utiliza o MB WAY. Houve um crescimento de 100% face a 2019. 
  • Mais de 20% dos utilizadores de Internet portugueses já utiliza a Internet, no contexto dos serviços de saúde. 
  • Verifica-se um aumento significativo da utilização da Internet para a educação desde 2019, impulsionado pela alteração de hábitos derivados do covid-19. 

 Consumidor digital: Comércio eletrónico: 

  • Compradores online em Portugal aumentaram significativamente durante a pandemia (em 2020 e 2021). Crescimento generalizado nas várias regiões de Portugal. 
  • 13% dos portugueses fizeram compras online mais de 5 vezes nos últimos 3 meses. 
  • A categoria mais comprada continua a ser “Roupa, calçado e acessórios”. Crescimento significativo nas “refeições entregues ao domicílio ou levantamento em loja”. 
  • O local de entrega mais solicitado pelos compradores é o domicílio. 
  • A facilidade de compra e a flexibilidade de horários são as principais razões para a compra online. 
  • 65% dos compradores gastaram até 300€ online, considerando as compras dos últimos 3 meses. 

 Empresa digital: Presença na Internet: 

  • 62% das empresas em Portugal têm presença na Internet. A quase totalidade das grandes empresas já está na Internet. 
  • Portugal acima da média da EU, com 58% de empresas que utilizam as redes sociais. 
  • Mais de 1,5 milhões de domínios .pt registados. 
  • Empresas optam pelo domínio .pt devido aos conteúdos e marca estarem identificados com Portugal. 
  • Das empresas inqueridas no estudo, 97% afirmou possuir um domínio próprio e 90% referiu ter um ou mais websites com domínio próprio. 
  • 87% das empresas inqueridas tem uma página da marca em canais sociais (Facebook, Instagram, Youtube, etc.). 
  • Mais de um terço das empresas inqueridas tem presença em marketplaces de serviços (Google Maps, TripAdvisor, Uber Eats, etc.). 
  • Empresa digital: Comércio eletrónico: 
  • Grandes e médias empresas portuguesas apresentam uma maior taxa de ecommerce do que a média da UE. 
  • As práticas de marketing mais utilizadas são: Email marketing, SEO e Publicidade em redes sociais.  
  • Mais de 91 mil empresas enviaram e receberam faturas eletrónicas em 2021. Prevê-se em 2022 um crescimento da fatura eletrónica entre 15% a 25% relativamente a 2021. 

 Empresa digital: Transformação digital: 

  • Inteligência Artificial e Robótica são mais utilizados pelas empresas portuguesas do que pela média da UE. 
  • Vender produtos/serviços as-a-service, é um novo modelo de negócio que está na agenda de muitas empresas. 
  • Automatização é uma das principais prioridades das empresas em relação a tecnologias digitais. 
  • 58% dos inquiridos do estudo indica que o seu investimento tecnológico para 2023 “Vai aumentar”. 
  • A escassez de talento é uma das principais preocupações das empresas no contexto da transformação digital. 

 Valores do comércio eletrónico: 

  • Estima-se que o comércio eletrónico B2C (i.e. o valor comprado online pelos portugueses) atinja mais de 8 mil milhões em 2022 e o comércio eletrónico B2B (i.e. que as empresas portuguesas venderam a outras empresas e ao Estado) cerca de 121 mil milhões. 

Newsletter