//
Acepi
//
eMobile
//
Notícias
ComércioDigital.pt está no terreno para mostrar às pequenas empresas as vantagens da internet
ComércioDigital.pt está no terreno para mostrar às pequenas empresas as vantagens da internet
6 de Fevereiro de 2019
A iniciativa promovida pela ACEPI e pela CCP quer pôr 50 mil micro e pequenas e médias empresas portuguesas online, principalmente do sector do comércio e dos serviços "de proximidade", até 2020. As “ferramentas” do ComércioDigital.pt são gratuitas e já estão disponíveis.

O programa arrancou oficialmente esta quarta-feira, com a primeira sessão de 150 previstas de um roadshow que irá percorrer Portugal Continental. Leiria foi a cidade escolhida para o “pontapé de saída” do projeto que Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia, classificou como “ambicioso” e “importante”.

Ambicioso pelo objetivo de chegar a 50 mil pequenas empresas e oferecer-lhes uma presença digital, “criando as condições e apoiando-as na passagem para o mundo onde estão os consumidores do futuro”, referiu durante o lançamento do programa, esta quarta-feira, em Leiria. O responsável político acrescentou também ser importante o destaque que o ComércioDigital.pt  dá no sector do comércio e serviços, “porque este é o sector que mais pesa no produto interno bruto”, lembrou.

O programa "é necessário", sublinhou por sua vez Alexandre Nilo Fonseca, presidente da ACEPI, tendo em conta dados recentes que mostram que há uma grande fatia de empresas portuguesas, maioritariamente de menor dimensão, que continua afastada das ferramentas digitais.

As conclusões do último Estudo da Economia Digital em Portugal, relativo a 2017, indicam que o comércio eletrónico está a aumentar, embora ainda exista muito espaço para crescer, do lado dos cidadãos e, principalmente, do lado das empresas.

Setenta e seis por cento da população utiliza a internet e 38% faz compras online. Apesar do crescimento da oferta nacional, 90% dos portugueses recorrem a sites estrangeiros. China, Espanha, Reino Unido e EUA são os mercados mais populares.

A percentagem de empresas com presença na internet também continua a aumentar, mas os números permanecem muito aquém do desejável, já que 60% continuam completamente offline, sem site ou página em redes sociais. “Não estão no Google Maps, não têm sequer perfil no Facebook”, ou seja "é como se não existissem". É por isso que programas como o ComércioDigital.pt são necessários, defenderam os dois responsáveis nas suas intervenções.

Recursos gratuitos para pôr o seu negócio online disponíveis a partir de hoje

O programa ComércioDigital.pt tem uma série de recursos associados, nomeadamente um site, dividido por diferentes áreas, através do qual as empresas podem obter mais informação sobre a iniciativa e inscrever-se.

As micro e pequenas e médias empresas que já aderiram ou venham a aderir ao ComércioDigital.pt têm direito a um voucher com um serviço “3 em 1” gratuito durante um ano, que compreende o acesso a uma ferramenta de construção e alojamento de site, um endereço online registado no domínio .pt e a caixas de correio eletrónico.

A partir do site oficial passa também a estar disponível o acesso a uma Academia, com cursos simples e práticos, de curta duração, sobre diferentes áreas, relacionados com os passos e os aspectos que devem ser assegurados quando uma empresa fica online. Há também um roadshow, iniciado esta quarta-feira em Leiria, que vai passar por diversas zonas do país, com 150 sessões previstas.

Estas sessões vão servir para dar a conhecer o programa e os serviços gratuitos que oferece, assim como para falar e tirar dúvidas sobre as vantagens e os desafios do comércio eletrónico, contando com o testemunho de empresas parceiras, que irão partilhar as suas histórias.


Próximos Eventos
Ver Todos »
21
Out
21 a 25 de Outubro de 2019
22
Out
22 a 23 de Outubro de 2019
25
Out
25 de Outubro de 2019