//
Acepi
//
//
Notícias
Comércio Eletrónico continua a crescer a dois dígitos na Europa
Comércio Eletrónico continua a crescer a dois dígitos na Europa
18 de Junho de 2015
As vendas de comércio eletrónico B2C aumentaram 14,3% no mercado europeu em 2014, atingindo os 423,8 mil milhões de euros. O sector voltou, assim, a crescer a dois dígitos, apesar da ligeira quebra face ao ano anterior. Portugal acompanhou a tendência de subida acima dos 10%.

Os dados são revelados pela associação Ecommerce Europe  no novo European B2C E-commerce Report 2015, compilado pela GfK, e indicam ainda que, das vendas registadas, 51,1% do valor foi gasto em produtos e os restantes 48,9% em serviços.

Considerando apenas os 28 países da União Europeia, há a apontar um crescimento similar de 13,7%, para os 368,7 mil milhões de euros. Para 2015, e em toda a Europa, as previsões apontam para uma subida dos valores na ordem dos 12,5%, com um volume de negócios de 477 mil milhões de euros.

A quota do eCommerce face ao PIB europeu continua a crescer. Considerando que esta taxa se elevava a 1,27% em 2009, no final de 2014 situava-se nos 2,45%. Espera-se que essa participação cresça ainda mais acentuadamente nos próximos anos, provavelmente atingindo cerca de 6% em 2020.

Outro indicador da importância do comércio eletrónico na economia europeia é o número de sites B2C, que cresceu de forma considerável comparativamente ao ano anterior, de 650 mil para 715 mil.

O volume de empregos criados diretamente e indiretamente em redor do eCommerce, calculado em perto de 2,5 milhões, também mostra atual do peso do sector, numa importância que deverá continuar a aumentar.

Reino Unido mantém liderança

Tal como no ano anterior, o Reino Unido foi o maior mercado em 2014 na Europa, com as vendas a crescerem 14,7%, traduzidas em 127,1 mil milhões de euros. A uma distância maior ficam agora a Alemanha, que cresceu 12,3%, para os 71,2 mil milhões, e a França, com 11,2%, para os 56,8 mil milhões.

Em termos de regiões, a Europa Ocidental é a mais representativa, com um volume de negócios em eCommerce de 208,1 mil milhões de euros, representando perto de metade das vendas eletrónicas B2C europeias.

A Europa Central contribuiu com 106,5 mil milhões, registando uma quota de mercado de pouco mais de 25%. No geral, a Europa Central e a Europa de Leste foram as regiões que cresceram mais, com a Rússia na liderança no que diz respeito aos países, que já está em quarto na lista dos mercados com maior volume de negócio em vendas online.

Mais de 900 euros gastos em compras em Portugal por internauta

Foram 3,2 milhões os consumidores portugueses que fizeram compras de bens e serviços online em 2014. No total gastaram 2,9 mil milhões de euros, o que dá uma média de 911 euros por consumidor, ligeiramente abaixo da média europeia de 966 euros. Os valores representam um crescimento de 13,3% face ao ano anterior.

Em número de visitantes únicos, a Zalando lidera a lista dos maiores sites de comércio eletrónico B2C em Portugal, seguida da Amazon, Euronics, IBS e BonPrix. Yoox, Salsa e Parfois são igualmente lojas populares entre os e-consumidores portugueses, segundo o relatório da Ecommerce Europe Association.