//
Acepi
//
//
Artigos
Barómetro da VISA mostra crescimento lento do consumo na Europa
12 de Dezembro de 2011
A taxa de crescimento das despesas de consumo, na Europa, sofreu um abrandamento no terceiro trimestre de 2011, registando um aumento de apenas 0,5% face ao período homólogo em 2010.

Os valores constam do Barómetro da Visa Europe, "EU Consumer Spending Barometer" e mostram que esta é uma percentagem significativamente inferior à verificada também no segundo trimestre deste ano - um crescimento de 2,1%.

Estes dados revelam que o terceiro trimestre de 2011 foi o período que apresentou a menor taxa de crescimento do ano, até ao momento, bem como a menor taxa de crescimento desde o quarto trimestre de 2010.

Apesar das despesas de consumo terem registado um incremento nos últimos oito trimestres consecutivos em toda a União Europeia, 21 dos 27 estados membros denotam um abrandamento no consumo, comparativamente aos valores assinalados no segundo trimestre deste ano. As três maiores economias da UE – França (-0,5%), Alemanha (+0,9%) e Reino Unido (+1,0%) – apresentaram também uma ligeira quebra no consumo, comparativamente ao trimestre anterior. Valores que contrastam com os verificados em países da Europa Central e Oriental, que mantêm uma forte expansão.

A Lituânia e a Letónia lideram esta tabela, ao apresentarem um crescimento das despesas de consumo de 15,4% e 13,2%, respectivamente. A Estónia surge em terceiro lugar com um incremento de 9,9%. Do outro lado da Europa, a Espanha registou um surpreendente crescimento de 2,5%, face ao período homólogo, enquanto a Itália sofreu uma ligeira contracção (-1,0%).

O “EU Consumer Spending Barometer” da Visa Europe baseia-se nas despesas efetivas e não em intenções de compra ou opiniões. O Barómetro é apresentado como um indicador económico fiável na medida em que disponibiliza a análise das despesas de consumo dentro da UE.

Esta análise pretende oferecer uma reflexão precisa sobre as despesas reais de consumo em toda a UE, tendo como base o aumento das preferências dos consumidores por pagamentos com cartão. Actualmente, o pagamento com cartão Visa é responsável por um em cada oito euros gastos na Europa.