//
Acepi
//
//
Notícias
IBM revela tendências que podem mudar a sua vida nos próximos anos
IBM revela tendências que podem mudar a sua vida nos próximos anos
5 de Janeiro de 2017
Inteligência artificial, hyperimaging, macroscópios ou laboratórios médicos “Lab-on-a-chip” são inovações científicas e tecnológicas que podem vir a mudar a forma como as pessoas trabalham, vivem e interagem nos próximos cinco anos.

As previsões são da IBM na sua já popular iniciativa anual “IBM 5 in 5”, que aponta tendências sociais e de mercado, bem como nas tecnologias emergentes dos laboratórios de I&D da IBM em todo o mundo que tornam estas transformações possíveis.

Entre as apontadas na mais recente edição está a Inteligência Artificial (IA) e a possibilidade de as palavras poderem no futuro abrir uma janela para a nossa saúde mental. A IBM prevê que, daqui a cinco anos, o que dizemos e escrevemos será usado como indicador da nossa saúde mental e bem-estar físico.

Isto porque os padrões de fala e de escrita analisados pelos novos sistemas cognitivos, como o IBM Watson, irão fornecer sinais fidedignos de um estágio inicial de doença mental e neurológica, como Parkinson ou Alzheimer, o que pode ajudar médicos e pacientes a melhor prever, monitorizar e acompanhar estes distúrbios. Já a IA em conjunto a tecnologias de hyperimaging poderá trazer-nos uma visão de super-herói.

Hoje mais de 99,9% do espectro eletromagnético não pode ser observado a olho nu, mas nos últimos 100 anos, foram construídos instrumentos que conseguem emitir e sentir energia em diferentes comprimentos de onda. Algumas destas ferramentas permitem capturar imagens médicas do nosso corpo, verificar o estado da nossa dentição, detetar produtos proibidos nas malas no aeroporto ou até aterrar um avião em condições de nevoeiro.

No entanto, esses instrumentos são muito especializados e dispendiosos e só conseguem “ver” através de porções específicas do espectro eletromagnético. Daqui a cinco anos, novos dispositivos de imagem, que tiram partido de tecnologias de hyperimaging e de IA, irão permitir ver amplamente além do domínio da luz visível, combinando várias bandas do espectro eletromagnético para revelar informações valiosas ou potenciais perigos que, de outra forma, estariam ocultos aos nossos olhos, prevê a IBM.

Mais importante ainda, esses dispositivos serão portáteis e acessíveis, de tal modo que a visão de super-herói tornar-se-á parte das nossas experiências diárias. Por exemplo, estes novos dispositivos serão imprescindíveis para o tráfego automóvel ou como ferramentas de apoio a carros autónomos. Ou seja, a tecnologia de hyperimaging pode ajudar um carro a “ver” através do nevoeiro ou da chuva e a detetar atempadamente obstruções na estrada ou condições adversas, como gelo no piso.

Por outro lado, incorporadas nos nossos smartphones, essas mesmas tecnologias de computação cognitiva poderão percecionar, através de fotografias tiradas aos nossos alimentos, o seu valor nutricional ou até se estão em condições de serem consumidos. Uma hiperimagem de um cheque bancário poderá, ainda, dizer-nos se este é ou não fraudulento. O que antes estava além da perceção humana será cada vez mais compreensível.

O mais recente IBM 5 in 5 fala ainda de macroscópios irão ajudar-nos a entender a complexidade da Terra com infinito detalhe, laboratórios médicos "Lab-on-a-chip" que irão funcionar como detetives na área da saúde para despistar doenças à nanoescala e sensores inteligentes irão detetar poluição ambiental à velocidade da luz. Pode ver o relatório completo neste link .


Próximos Eventos
Ver Todos »
23
Jan
23 de Janeiro de 2018
08
Mai
08 a 11 de Maio de 2018